O outro lado da meia noite

Capa do livro, Editora Record
Capa do filme (direção de Jarrott, Charles)


O Outro lado da meia noite foi o primeira obra do autor, Sidney Sheldon, que eu li.
Peguei o livro só por curiosidade, pois eu não aguentava mais a Amanda Holanda(que também escreve para o blog) falando do autor. Por sorte, fuçando nos livros da minha mãe eu achei um exemplar bem surrado deste livro, que foi, sem dúvidas, uma das melhores, talvez a melhor, leitura da minha vida até hoje.
Aqui, Sheldon narra um inteligente suspense de tirar o fôlego, repleto de drama, sexo, violência, dinheiro e muito mais. E também manipula com maestria a psicologia complexa de cada personagem.
A trama mostra a vida(ao longo de três décadas) de duas mulheres: a bela e ambiciosa Noelle Page, e a doce e ingênua Catherine Alexander. A estória conta a vida de ambas desde pequenas crianças até adultas, onde acabam se cruzando por um romance em comum.
Do jeito que escrevi aqui pode até parecer, mas acreditem, não há nada de tosco, piegas nesta estória.
Apesar de Cathy aparecer muito e ser indispensável na trama, o livro gira mesmo é em torno de Noelle, que é dividida entre o amor e ódio por Larry Douglas. Obcecada em punir o piloto norte-americano por seduzi-la e abandona-la durante a segunda guerra mundial.
O livro é incrível e tem um final surpreendente. Uma leitura indispensável para os fãs de romance/suspenses policiais.
O Outro lado da meia noite foi traduzido para dezenas de línguas, tornou-se um best-seller mundial na época que foi lançado(1974) e foi adaptado para o cinema em 1977 dirigido por Charles Jarrott. Atualmente é possível encontrá-lo facilmente nas lojas pela editora Record.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário